Vale a pena contar com um síndico profissional?

Vale a pena contar com um síndico profissional?

Ainda é tradição nos condomínios que um dos moradores seja eleito como síndico, cuidando das obrigações burocráticas e zelando pelas benfeitorias, sabendo sempre mediar os interesses de todos no prédio. No entanto, este cenário tem mudado nos últimos anos e, em busca de uma administração mais saudável e imparcial, os síndicos profissionais tem sido cada vez mais requisitados.

Contar com um profissional especializado pode ajudar a manter não só uma rotina administrativa mais tranquila, mas também evitar tensão e desgaste da relação entre os vizinhos, afinal, são muitas as obrigações atribuídas ao cargo, como representar o condomínio legalmente, fazer cumprir a convenção e as determinações da assembleia, elaborar orçamentos, cuidar da administração dos pagamentos e das documentações pendentes com a prefeitura, principalmente no primeiro ano após a entrega pela construtora. E, muitas vezes, quando o síndico também é um condômino, as diferenças de opinião com outros moradores podem ser levadas para o lado pessoal e criam-se inimizades. Para evitar este tipo de transtorno, principalmente no início da vida do condomínio, é ainda mais importante contar com alguém experiente na função. “Os empreendimentos da Consthruir são entregues com a opção de seis meses de contrato pagos com um síndico profissional, que auxilia os novos moradores nesta fase mais atribulada, mas fica por conta dos condôminos escolherem se querem esta opção ou se contratam eles mesmos uma empresa ou mesmo se elegem um dos moradores”, explica Ivone Girão, gerente Comercial da Consthruir.

Está procurando seu novo imóvel? Conheça nossos empreendimentos com unidades à venda!

Comentários