Plantas ideais para cultivar em apartamentos

Plantas ideais para cultivar em apartamentos

Ter dificuldade para cultivar plantas dentro de apartamentos é mais comum do que você imagina e os motivos podem ser muitos: falta de espaço, pouca entrada de luz solar ou até mesmo pouco tempo no dia a dia para se dedicar a elas. Se você já passou por esta situação, a boa notícia é que existem diversas opções que são mais indicadas para ambientes internos, ainda que estes não sejam muito grandes.

Separamos neste post algumas dicas de plantas para você cultivar dentro de casa. Elas vão trazer mais vida ao ambiente, além de um toque especial na decoração. Confira!

Espada-de-São-Jorge: de origem africana, ela é popular por trazer proteção ao ambiente. Além de não precisar de luz direta, permite que as regas sejam bem espaçadas, aproximadamente de 20 em 20 dias. Entretanto, um fator pede muita atenção: elas são tóxicas para os bichinhos de estimação!

Cacto: outra ótima opção para apartamentos, os cactos não precisam de muita luz natural nem de muita rega. Além disso, são plantas muito versáteis por existirem em diversos tamanhos.

Violeta: funcionam muito bem na decoração de ambientes e dão flores o ano inteiro. É importante ficar atento à rega: molhe apenas a terra e não as folhas, duas vezes por semana no verão e uma vez por semana nos períodos mais frios. Como as violetas não suportam luz direta do sol, mas precisam de luz, o ideal é cultivá-las em um local onde haja um filtro, como os vidros de uma janela.

Jiboia: uma ótima opção para apartamentos por ser extremamente resistente, sendo possível cultivá-la com ou sem entrada de luz solar. A rega deve ser feita quando a terra já estiver seca – duas vezes por semana no verão e uma vez no inverno. Ela possui folhas em formatos de coração que ficam muito bonitas para decorar o ambiente e, além de tudo, é indicada como uma planta que atua na purificação do ar.

Suculenta: as suculentas precisam de iluminação direta e podem ser encontradas até em supermercados com um preço bem acessível. O principal cuidado com elas é o excesso de água: para regar, certifique-se de que a terra está seca. Caso contrário, aguarde.

Comentários